Recovery

Entendemos  que a recuperação física e psicológica após índices de sobrecarga, seja no exercício físico, no trabalho ou até mesmo na atividade laboral, se faz necessária constantemente, estando atrelada a melhora de desempenho e minimização de risco de lesões.

Sabemos que o processo de recuperação é amplo, e diversas variáveis estão ligadas. Uma hidratação e nutrição adequadas são recomendadas através de medidas gerais e encaminhamento profissional.

Também elencamos o sono como um dos principais fatores de recuperação. Portanto, este fator é abordado frequentemente em nossas medidas de promoção de saúde, indicando posturas recomendadas para dormir, quantidade de horas sugeridas de sono REM (Rapid Eye Movement), baixando os níveis inflamatórios em nosso organismo, sintetizando esses processos químicos advindos do esforço, e recuperando os tecidos para uma próxima atividade.

A fisioterapia atua nesse âmbito atenuando os níveis de dor de inicio tardio geradas pelo processo de hipertrofia. Estas dores advindas do acumulo de lactato nos tecidos, geram desconforto e eventual perca da função. É um indicativo de lesões, sendo que o acumulo de substancias químicas como o CK (creatina quinase) estão associadas ao desgaste físico do indivíduo.

Temos em torno de 10 terapias favoráveis para a recuperação muscular e reestabelecimento de função.

  • Eletroterapia;
  • Bota pneumática compressiva;
  • Fototerapia;
  • Liberação miofascial manual;
  • Crioimersão;
  • Liberação miofascial instrumental;
  • Ventosaterapia;
  • Dry needling;
  • Massoterapia;
  • Regenerativo ativo (foam roall – mobilidade)